Coalizão inédita de empresas, ONGs e instituições de pesquisa lança um sistema inovador para impulsionar a expansão sustentável da produção de soja na América do Sul

Agroideal.org permite que usuários tomem decisões de investimento de expansão agrícola com base em informações para menor impacto socioambiental

São Paulo, 12 de setembro de 2017 - Uma coalizão inédita de empresas do agronegócio, ONGs ambientais, bancos e instituições de pesquisa lançou hoje um sistema online de suporte à decisão de investimento, o Agroideal.org. A ferramenta ajudará as companhias do setor da soja, um dos maiores segmentos agrícolas do Brasil, a fazer escolhas com base em informações socioambientais mais qualificadas, visando investimentos mais sustentáveis, que evitem o desmatamento e outros impactos negativos.

“A ideia é reunir os atores mais importantes nesse setor, para acelerar a transição rumo a uma produção cada vez mais sustentável”, afima Rodrigo Spuri, coordenador de engajamento do setor de soja da The Nature Conservancy (TNC), maior organização ambiental do mundo.

Agroideal.org é uma ferramenta aberta, gratuita e com uma interface user-friendly, que integra uma ampla gama de dados e indicadores de sustentabilidade, incluindo adequação agronômica, indicadores socioeconômicos, mudanças no uso do solo e outros impactos ambientais. Os usuários podem gerar cenários customizados, identificando regiões de interesse, ponderando critérios distintos e estabelecendo limites de relevância para cada indicador. A ferramenta de inteligência territorial permite que cada empresa identifique as áreas de baixo risco para a expansão agrícola, bem como áreas que devem ser priorizadas para conservação.

“Quando as traders conseguirem ter uma visão mais clara sobre onde podem expandir a produção de forma mais sustentável e em uma escala viável, elas poderão também realizar investimentos ou oferecer financiamentos que ajudem a incentivar a produção nesses locais”, aponta Spuri.

A TNC lidera o desenvolvimento do Agroideal, com apoio da Bunge. O projeto é parte da iniciativa CFA (Colaboração Florestas e Agricultura), que tem como objetivo apoiar empresas a desenvolver e implantar compromissos de eliminação do desmatamento, por meio do uso de ferramentas de suporte à decisão, do aumento da transparência e da consolidação de incentivos financeiros. O CFA recebe o apoio da Gordon and Betty Moore Foundation e reúne, além da TNC, o WWF (World Wildlife Fund) e o NWF (National Wildlife Federation).  

Ação setorial

Após quase dois anos de desenvolvimento, Agroideal.org está agora disponível para uso online e gratuito. Durante o processo de elaboração da ferramenta, desenvolvida pela Agrosatélite, um grupo formado por 18 instituições entre traders, bancos, consultorias, institutos de pesquisas e ONGs analisou versões teste da ferramenta e ofereceu sugestões de melhoria.

“Esse projeto foi concebido como uma iniciativa de diálogo e cooperação entre diversos atores, que aumentará a capacidade do setor de implementar compromissos de conservação. A percepção comum é de que a inteligência territorial é a próxima fronteira da soja”, conta Rodrigo Spuri.

Para a Bunge, a primeira empresa a apoiar a Agroideal, o sistema vai ajudar empresas a criarem diferentes cenários de oportunidades de sourcing, retorno econômico e risco socioambiental, de acordo com a realidade de cada organização. “O sistema apoia a tomada de decisões para uma maior sustentabilidade nas cadeias de suprimentos de soja com melhores padrões de sustentabilidade, identificando as oportunidades em regiões-chave.  É uma ferramenta que visa projetar a expansão sustentável e não apenas monitorar o que já aconteceu. Isso traz mais ciência para o processo de originação de commodities”, ressalta Michel Santos, Diretor Global de Sustentabilidade da Bunge.

Compromissos reforçados

“A inteligência territorial desempenha um papel fundamental em regiões onde os compromissos de negócios estão menos consolidados. O Cerrado brasileiro e o Chaco, que abrange partes do Paraguai e da Argentina, precisam urgentemente de uma ação mais firme do setor e a Agroideal facilita que compromissos voluntários sejam discutidos e implantados mais rapidamente e com mais eficiência”, afirma Flavia Pinto, coordenadora de criação da ferramenta pela TNC.

Flavia ressalta que o Agroideal é mais que um mapa fixo de riscos, pois informa também onde estão as oportunidades para que o usuário reduza esses riscos regionais, de acordo com a sua política de compromissos socioambientais.

O Sistema Agroideal de inteligência territorial está disponível pelo endereço http://www.agroideal.org

Como funciona o sistema  

O Agroideal é uma ferramenta de inteligência territorial que integra dados agronômicos, sociais, ambientais e econômicos, para gerar materiais de análise. Veja abaixo como ele funciona na prática.

1) O usuário escolhe uma área geográfica de interesse e define os pesos e limites de cada critério. Esses filtros possibilitam gerar cenários para as oportunidades de comercialização, de retorno econômico e de risco socioambiental. Isso permite que cada organização individualize as análises do sistema, com base em seu plano de negócios.

2) O cruzamento dos indicadores selecionados é traduzido em um índice de exposição ao risco, que pondera oportunidades econômicas e riscos socioambientais existentes na região, utilizando um sistema de cores que facilita a visualização desses fatores.

3) O sistema também gera informações em forma de gráficos e tabelas, o que auxilia o usuário a tomar decisões no plano de negócio avaliado, em diferentes graus de risco.

Informações à imprensa
TNC
Tatiane Matheus
11 3526-4502
tatiane.matheus@imagemcorporativa.com.br

Bunge Brasil
Heloisa Nicacio
11 3330-3846
heloisa.nicacio@inpresspni.com.br

Sobre a The Nature Conservancy (TNC):  A The Nature Conservancy é a maior organização de conservação ambiental do mundo. Está presente em mais de 60 países, adotando diferentes estratégias com a missão de conservar as terras e águas das quais a vida depende. No Brasil, onde atua há mais de 25 anos, a TNC promove iniciativas nos principais biomas, com o objetivo de compatibilizar o desenvolvimento econômico e social dessas regiões com a conservação dos ecossistemas naturais. O trabalho da TNC concentra-se em ações ligadas a Agropecuária Sustentável, Segurança Hídrica e Infraestrutura Inteligente, além de Restauração Ecológica e Terras Indígenas.

Sobre a Bunge: A Bunge trabalha diante de um dos maiores desafios do mundo contemporâneo: garantir de forma sustentável a alimentação de uma população em constante crescimento. No Brasil há mais de 112 anos, a empresa é a maior exportadora do agronegócio e uma das principais no setor de alimentos e ingredientes. São cerca de 17 mil funcionários, que atuam para contribuir com a produção de alimentos e fazer com que produtos de alta qualidade cheguem à mesa de milhares de consumidores todos os dias. Eleita a empresa sustentável do ano de 2015 pelo Guia Exame de Sustentabilidade e reconhecida pela revista Você S/A como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar, a Bunge compra e processa grãos, como soja, trigo e milho; produz alimentos, como óleos, margarinas, maioneses, azeite, arroz, farinhas de trigo, molhos e atomatados; presta serviços portuários; produz açúcar, etanol e bioenergia. São mais de 100 instalações no Brasil, entre fábricas, usinas, moinhos, portos, centros de distribuição e silos, em 17 estados e no Distrito Federal. Marcas como Soya, Delícia, Primor, Salada, Cardeal, La Española, Salsaretti, Suprema e Gradina fazem parte da história de milhares de pessoas e de uma das maiores empresas de agronegócio e alimentos do Brasil.




DataNotícia
16/11/2017 ABIP homenageia Chef Luiz Farias como importante influenciador da panificação e confeitaria Brasileira
13/11/2017 Salsaretti apresenta novo extrato de tomate superconcentrado para uso profissional
09/11/2017 Soya traz novidades ao portfólio, reformula a marca e inova em embalagem
06/11/2017 Campanha do Pão Perfeito chega a Pernambuco
06/11/2017 Marcas da Bunge Profissional celebram 30 anos de mercado
Veja mais notícias...