Bunge é apontada como Top 10 em Sustentabilidade no Brasil

A companhia é uma das dez melhores empresas sustentáveis do país. Foi a única do setor de alimentos, agronegócio e mineração a integrar a lista da consultoria inglesa SustainAbility

 São Paulo, 19 de Janeiro de 2009.  A Bunge foi a única empresa do setor de alimentos, agronegócio e mineração a integrar a lista das dez melhores em sustentabilidade no país, segundo pesquisa da consultoria inglesa SustainAbility (criadora do termo Triple Bottom Line), em conjunto com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA). A pesquisa foi realizada por especialistas em sustentabilidade, como parte do programa Global Reporters. Além da Bunge, a lista inclui empresas como Natura, Banco Real, Suzano, Sabesp e Banco Itaú.

A pesquisa foi desenvolvida pela SustainAbility e Fundação Brasileira para Desenvolvimento Sustentável (FBDS), que analisaram nove pontos a partir dos relatórios de sustentabilidade das empresas brasileiras, tais como identificação e priorização de questões, valores, princípios e políticas para desenvolvimento sustentável, responsabilidades e estruturas de governança, procedimentos gerenciais, engajamento de stakeholders, medição de desempenho de desenvolvimento sustentável, estabelecimento de metas, verificação externa e padrões para relatório.  Não houve inscrições ou preenchimento de formulários.

"A Bunge recebeu as melhores notas nos quesitos materialidade (síntese de assuntos) e engajamento de stakeholders, além de ter obtido destaque em gestão, envolvimento com políticas públicas, acessibilidade e verificação", resume o gerente de Marketing Corporativo & Sustentabilidade da Bunge, Michel Santos. A pesquisa foi divulgada no final do ano passado, na Fiesp, em São Paulo.

Transparência e compromisso
com a sustentabilidade

O trabalho de seleção das melhores empresas em sustentabilidade está sendo realizado em nível mundial, sendo o Brasil o primeiro país a participar de um ranking exclusivo no programa. Com base em padrões internacionais, a pesquisa difere de outros rankings e não busca destacar cases isolados.  O objetivo da iniciativa é incentivar a responsabilidade corporativa, a transparência e a prestação de contas por meio de relatórios de alta qualidade como ferramenta para identificação de riscos e oportunidades na gestão de desempenho.

A sustentabilidade é um dos tripés da Bunge, que desde 2003 vem publicando relatórios sobre o desempenho de suas operações nas áreas econômica, social e ambiental e seu compromisso com o desenvolvimento sustentável. Em 2005 a empresa aderiu ao padrão da Global Reporting Initiative (GRI), instituição européia, que estabelece um padrão internacional de relato que atenda às expectativas de consumidores, investidores, comunidades e demais públicos interessados, sendo o padrão mais aceito mundialmente.

No ano passado, a edição do relatório de Sustentabilidade da Bunge foi auditada e atingiu o nível A+, sendo uma das únicas empresas operantes no Brasil e setorialmente no mundo, a conseguir essa classificação. "Isso significa que ela respondeu a todos os indicadores do modelo difundido pelo GRI e foi submetida a auditoria externa para verificação, o que reflete não apenas a transparência da Bunge, mas seu compromisso com a sustentabilidade nacional, gerando referência globalmente", destaca Michel Santos.

A Bunge é uma das principais empresas do agronegócio, conquistando a liderança em originação de grãos e processamento de soja e trigo, na produção de fertilizantes e ingredientes para nutrição animal, na fabricação de produtos alimentícios e em serviços portuários.  É uma das maiores exportadoras do Brasil (a primeira em agronegócio), contribuindo de maneira substancial para o saldo positivo da balança comercial e para as divisas para a economia nacional. Presente em 16 estados de todas as regiões do País, a Bunge possui hoje cerca de 9 mil colaboradores e mais de 300 unidades, entre indústrias, centros de distribuição, silos e instalações portuárias. O faturamento bruto da companhia em 2007 atingiu a cifra de R$ 22,5 bilhões e o total de exportações foi de R$ 9,7 bilhões.




DataNotícia
02/12/2019 BP e Bunge concluem a formação da joint venture BP Bunge Bioenergia no Brasil
27/11/2019 Verão de Soya tem novas maioneses e brinde exclusivo da marca
21/10/2019 Gradina tem participação especial no Mesa São Paulo 2019 e Chefs da Academia Bunge apresentam tendências da confeitaria e panificação
16/10/2019 Soya lança sua nova linha de maioneses e apresenta novo posicionamento
27/09/2019 Salada, a 1ª marca de óleo vegetal do Brasil, comemora 90 anos com novas embalagens
Veja mais notícias...