Projeto de Cogeração de Energia em Pedro Afonso avança e exportações tem início previsto para setembro de 2013

Iniciado em dezembro de 2011, o projeto de Cogeração de Energia (COGEN) da unidade de Pedro Afonso avança dentro de seu cronograma e já prevê para o próximo ano, no mês de setembro, o início de exportação da energia gerada.

"A produção de energia limpa, a partir da fonte renovável do bagaço de cana, e sua comercialização irão contribuir com a arrecadação e o crescimento econômico do Estado e do Município, e para a criação de novas vagas de emprego na região. Além de promover um aumento significativo na receita da unidade, equalizando os balanços da fábrica para melhor aproveitamento da eficiência energética da usina", afirma Jeferson Hining, gerente da unidade. "É um ótimo negócio para todas as partes."

A implementação do projeto, que faz parte do PAC - Programa de Aceleração do Crescimento do governo federal, envolveu investimentos da ordem de R$ 70 milhões e, com sua operação, a unidade terá a capacidade de cogeração de energia de 61 MWh, mais 45 MWh de capacidade de exportação. Já foi firmado um contrato com a CCEE - Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, por meio de leilão publico realizado em 2010, para fornecimento de 70.080 MWh em 2013 e 163.812 MWh até o término do contrato, totalizando 2.363.448 MWh em 2027.

Segundo Flávio Pires, coordenador de Projetos de Açúcar & Bioenergia e engenheiro responsável pelo Projeto COGEN, "este contrato garantirá um faturamento próximo a R$ 22 milhões por ano, sem considerar a energia que poderá ser comercializada no mercado livre, fruto do saldo que teremos após o consumo interno destinado para a irrigação da cana-de-açúcar e para operação da indústria".




DataNotícia
14/04/2020 Bunge lança aplicativo para caminhoneiros agendarem fretes de grãos
06/04/2020 Bunge anuncia US$ 2.5 milhões em doações para combate à COVID-19
25/03/2020 COVID-19: Compromissos da Bunge
14/01/2020 Bunge recebe a segunda edição do Selo Agro Mais Integridade
20/12/2019 A Bunge assina acordo para vender seus ativos de margarina e maionese no Brasil
Veja mais notícias...