Share |

Educação corporativa

Para a Bunge, a base do crescimento do grupo está na educação e no desenvolvimento dos colaboradores

LA11

Programas de gestão de competências e aprendizagem contínua

Colaboradores
beneficiados: 4.563

Valor
investido: R$ 6.452.530,23

Bolsas concedidas: 1.134

A Bunge entende que educação é uma das bases para o crescimento da empresa e dos colaboradores. Por isso, estruturou suas ações de educação e desenvolvimento corporativo em quatro pilares:

  • Cyclus de Conhecimento: programas de educação continuada com foco na área de negócios. Atua com a Escola de Agribusiness e a Escola de Logística.
  • Primor de Liderança: trabalha com a formação de lideranças em diferentes níveis (LDP, MDP, SDP). Em 2009, participaram 650 colaboradores.
  • Bunge Pró-Educação Formal: abrange cursos de idiomas, graduação, pós-graduação e MBA internacional.
  • Bunge Nutri Capacitação: envolve colaboradores de todos os níveis, de acordo com a necessidade, com cursos técnicos de segurança, qualidade, meio ambiente e informática.

Os programas de treinamento da Bunge têm por objetivo melhorar a empregabilidade e também ajudar no gerenciamento do fim de carreira. Em 2009, 75% do headcount nos negócios Alimentos & Ingredientes e Agronegócio foi treinado. E 10% do headcount Alimentos & Ingredientes e Agronegócio recebeu apoio financeiro para capacitação ou formação externa (bolsa de estudos de cursos de idiomas, graduação, pós-graduação ou MBA internacional).

LA10Média de horas por treinamento, por ano

 

 

Carga horária total
Total de colaboradores da categoria
Horas por colaborador
 
2007
2008
2009
2007
2008
2009
2007
2008
2009
Alimentos
Diretoria
208
1.136
401
5
17
16
41,6
66,9
25,1
Gerência
208.206
14.140
13.201
234
274
262
889,77
51,6
50,4
Chefia/coordenação
214.582
8.604
21.397
442
331
317
485,48
26
67,5
Técnica/supervisão
24.423
14.886
15.032
45
275
249
542,73
54,1
60,4
Administrativo
499.527
21.048
30.408
1.017
1.928
1.737
491,18
10,9
17,5
Operacional
447.690
82.791
62.771
2.003
2.564
2.330
223,51
32,3
26,9
Fertilizantes
Diretoria
743
1.032
252
15
18
14
49,5
57,33
18
Gerência
4.030
3.367
7.687
59
59
57
68,3
57,07
134,9
Chefia/coordenação
11.739
12.630
13.211
234
235
342
50,16
53,74
38,6
Técnica/supervisão
37.751
41.232
21.432
1.060
921
219
35,61
44,77
97,9
Administrativo
7.036
28.900
14.007
436
631
493
16,13
45,8
28,4
Operacional
47.749
40.900
104.114
2.146
1.501
2.016
22,25
27,25
51,6
Terceiros
32.823
19.426
61.948
3.223
3.602
4.075
10,18
5,39
15,2
Fertimport*
Diretoria
120
96
64.447
3
3
2
40
32
321
Gerência
760
712
64.447
19
22
20
40
32,4
321
Chefia/coordenação
1.240
967
64.447
30
31
32
40
31,2
321
Técnica/supervisão
0
32
64.447
1
2
2
0
16
321
Administrativo
5.680
445
64.447
26
133
37
40
3,3
321
Operacional
920
223
64.447
139
19
114
40
11,7
321
Total Bunge
1.545.227
292.566
430.308
11.137
12.566
12.334
138,75 
 23,28
 34,89

* A base de cálculo em relação aos anos anteriores foi alterada, e os resultados de 2007 e 2008 foram atualizados, de forma a seguirem um mesmo padrão de comparabilidade

Obs. A Fertimport aparece segmentada nesse indicador em função do padrão de coleta do relatório de 2009. A partir do próximo ano, a empresa será reportada junto com a área de Alimentos

LA12Percentual de empregados que recebem análises de desempenho

 

 
Alimentos
Fertilizantes
Fertimport
2007
4,4
9,1
100
2008
8
9,3
100
2009
8,8
13,15
100
Obs. A Fertimport aparece segmentada nesse indicador em função do padrão de coleta do relatório de 2009. A partir do próximo ano, a empresa será reportada junto com a área de Alimentos.

Na área de Alimentos, é utilizado o processo de Talent Pool, que visa à identificação do potencial de crescimento na carreira, com foco nos níveis de vice-presidência, diretoria, gerência e coordenação. Em 2009, o processo foi conduzido para 433 colaboradores, de uma base de 4.911. A meta para 2010 é desenvolver a análise para 12,2% dos colaboradores e ampliar a avaliação para 600 cargos de liderança.

Para a área de Fertilizantes, o percentual apresentado no quadro refere-se a diretores, gerentes, chefes e coordenadores.

Na Fertimport, todos os níveis hierárquicos fazem sua autoavaliação e também são avaliados por seu superior imediato. Para o nível gerencial, utilizam-se a Avaliação 360°, o Talent Pool (cuja avaliação é feita por um comitê, de forma colegiada) e o PMP (Performance Management Process), com metas individuais.