Share |

Promovendo mudanças em conjunto

As principais sugestões apresentadas durante o Painel de Stakeholders de 2009 e o encaminhamento dado pela Bunge

Aprimorar a contextualização da sustentabilidade como estratégia de negócios

Logo na carta do presidente, a empresa já demonstra a maior integração da nova estrutura com seus stakeholders e o fortalecimento que será possível para as questões sociais e ambientais. A estratégia de negócio passa a ser mais focada em sustentabilidade, e os novos negócios, como explicado no item Cadeia de Valor, têm uma remodelação estratégica focada no tema. A Plataforma de Sustentabilidade foi retratada, também, com suas devidas interações com a cadeia de valor e a estratégia da empresa.

Cadeia de valor: apontar os gargalos e as inovações

Os capítulos destinados à cadeia de valor ganharam quadro com resumos dos impactos diretos.

Evitar o foco na eficiência das operações

Além da abordagem maior às externalidades, o relatório está totalmente enquadrado nos assuntos mais materiais apontados pelos diferentes públicos, o que permitiu redução do volume de páginas no material impresso.

Deve trazer mais externalidades e informar mais sobre atividades além da lei

O formato do relatório foi modificado a fim de que fossem valorizadas as explicações em cada ciclo da cadeia produtiva, com destaque – logo no início – para compromissos voluntários da Bunge.

Trazer mais informações sobre ciclo de vida dos produtos e a questão de transgênicos

A empresa reporta, com ênfase, sua cadeia de valor. Dessa forma, ficam mais claras todas as fases de produção e destinação final de produtos acabados. A questão do posicionamento da empresa sobre transgênicos também ganhou destaque.

Desenvolvimento regional onde a empresa atua

Além dos indicadores sociais completos, bem como parcerias com fornecedores locais e mão de obra regional, a empresa enfatizou os estudos para desenvolvimento regional das novas operações de Açúcar & Bioenergia.

O investimento privado deve demonstrar a estratégia da empresa para reduzir os impactos de suas atividades

Além de a aplicação dos investimentos ter sido ajustada a regiões de expansão das atividades, a Fundação Bunge trabalha sob uma nova proposta, mais alinhada às expectativas dos stakeholders.

As demais questões apontadas colaboraram para o formato geral do relatório e, de forma especial, para a melhoria dos processos internos e externos da empresa, aprimorando a gestão e o foco na sustentabilidade.