Palavra do
Presidente


As mudanças estruturais promovidas
atingiram os objetivos de qualidade e
excelência com a consolidação da
integração e a sinergia entre as
quatro áreas de negócios

Completamos 106 anos no Brasil, reforçando o compromisso com o País. Mais uma vez demonstramos que continuaremos participando do desenvolvimento econômico, ambiental e social, com geração de empregos e riqueza para toda a sociedade.

O ano de 2011 provou que as mudanças estruturais na Bunge Brasil atingiram os objetivos de qualidade e excelência. Aprimoramos a integração e a sinergia que perpassa as quatro áreas de negócio, o que se traduziu em uma organização ainda mais forte e pronta para se tornar a maior e melhor empresa do setor.

Inúmeros foram os desafios que a companhia e seus mais de 22 mil colaboradores diretos e indiretos tiveram de enfrentar. Um deles foi a seca, que nos dois últimos anos causou impactos em nossa produção – principalmente no setor de Açúcar & Bioenergia – e, consequentemente, em nosso faturamento.

Ainda assim, continuamos a enxergar no cenário brasileiro diversas oportunidades. A bioenergia é uma delas. Nossa estratégia de transformar bagaço em energia elétrica contribui para a política governamental de suprir a demanda com o fornecimento de energia renovável. Atualmente a Bunge consome em todas as suas operações no País cerca de 700 GWh de energia elétrica por ano, sendo 78% desse montante gerado internamente pela Bunge. A meta é se tornar autossuficiente até 2014, gerando excedente de energia para todo o País que seja suficiente para fornecer eletricidade, em 2016, a uma cidade de até quatro milhões de habitantes.

A Bunge é uma das empresas que mais atua no setor sucroalcooleiro no Brasil, com mais de 200 mil hectares plantados, e investirá, entre 2012 e 2016, US$ 2,5 bilhões para a expansão industrial das oito usinas do negócio de Açúcar & Bioenergia. Apenas nesse segmento empregamos 10 mil colaboradores e temos capacidade para processar cerca de 21 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano.

Nossa meta é aumentar em 50% a capacidade de processamento, chegando em 2014 a 30 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano, usadas para a produção de açúcar, etanol e energia elétrica. Entre os importantes projetos concretizados em 2011, listamos a inauguração da usina de Pedro Afonso, localizada no interior do Tocantins, a primeira unidade greenfield e a oitava usina produtora de açúcar e bioenergia da Bunge Brasil, com investimentos da ordem de R$ 600 milhões e respeito ao meio ambiente.

No negócio de Fertilizantes, destacamos a inauguração da moderna fábrica de Cruz Alta (RS) na maior região produtora de soja, milho e trigo do Rio Grande do Sul, ponto de encontro logístico do Mercosul por sediar a principal conexão das malhas ferroviárias e rodoviárias do Brasil, da Argentina e do Uruguai. A fábrica, a mais moderna do Estado, tem capacidade anual de 300 mil toneladas e perspectiva de gerar 300 empregos, alcançando investimentos da ordem de US$ 24 milhões. Além disso, a área lançou a linha de fertilizantes líquidos para aumentar a produtividade das lavouras e permitir o uso mais sustentável de recursos naturais.

Investimos ainda na modernização de Agronegócio & Logística, com novas tecnologias para aumentar a competitividade e gerar ganhos de produtividade, como redução das paradas corretivas e consumo de energia térmica e elétrica. Sobre os impactos da agricultura no campo, foi mantida a Moratória da Soja, em vigor desde julho de 2006, que estabelece a recusa da compra do grão oriundo de áreas desmatadas no Bioma Amazônico. Ainda que essa seja uma medida de caráter provisório, atualmente a companhia mantém 88 produtores bloqueados em seu sistema, 15 somente em 2011.

Um marco importante de governança em 2011 foi a elaboração de uma política internacional sobre Biodiversidade e Uso da Terra (que é um tema de relevância para nossas operações no Brasil) que envolveu as equipes Bunge de vários países. Dessa forma, e com a participação de vários stakeholders, vimos publicamente alinhar nossos compromissos relativos ao tema para guiar nossas operações à busca incessante do desenvolvimento sustentável.

Ao incorporar marcas fortes e tradicionais nas regiões Nordeste, Sul e Sudeste, a Bunge complementou sua atuação no mercado de atomatados, fortalecendo seu portfólio de produtos de consumo. A aquisição da tradicional empresa Etti recebeu investimentos de R$ 180 milhões com o objetivo de reforçar nossa presença no negócio de alimentos, um mercado promissor de extrema importância para o varejo brasileiro.

Em 2012 trabalharemos pela liderança nas quatro áreas de negócios. Alcançaremos esse patamar investindo na eficiência de gestão, no gerenciamento de risco, na excelência operacional, na otimização dos ativos atuais e na integração local e global. Para sermos marcas admiradas pelos consumidores e termos a preferência como fornecedor de produtos e serviços que primam pela sustentabilidade, vamos continuar os investimentos para um time formado pelas melhores pessoas, com alto desempenho e motivação. Muito já fizemos, mas, em termos de sustentabilidade, quanto mais evoluímos, mais temos a consciência de que temos muito a realizar. 1.1

Pedro Parente
Presidente e CEO da Bunge Brasil

↑ topo
BUSCA
Compromisso com o Brasil. Do campo à mesa.
Ícones Sustentabilidade
Representam as dimensões Social,
Ambiental e Econômica das ações
e projetos da Companhia no País.
Saiba mais sobre a Plataforma de
Sustentabilidade Bunge Brasil em
www.bunge.com.br/sustentabilidade.
A Plataforma de
Sustentabilidade é um
esforço global da Bunge
para que o desempenho
nos negócios seja
aprimorado em quatro
frentes principais
Agricultura Sustentável A Bunge está empenhada em sensibilizar e capacitar os produtores rurais para que produzam de modo a diminuir os impactos ambientais e maximizem a eficiência no uso dos recursos naturais finitos.
A Plataforma de
Sustentabilidade é um
esforço global da Bunge
para que o desempenho
nos negócios seja
aprimorado em quatro
frentes principais
Mudanças Climáticas Podem trazer impactos significativos para
a produção de alimentos em todo o
Mundo. Por isso, a Bunge considera
esse um fator-chave para as análises
em Sustentabilidade.
A Plataforma de
Sustentabilidade é um
esforço global da Bunge
para que o desempenho
nos negócios seja
aprimorado em quatro
frentes principais
Dietas Saudáveis Oferta de produtos alimentícios seguros e benéficos à saúde. A Bunge trabalha para identificar as necessidades dos clientes e consumidores e disponibilizar alimentos cada vez melhores no mercado.
A Plataforma de
Sustentabilidade é um
esforço global da Bunge
para que o desempenho
nos negócios seja
aprimorado em quatro
frentes principais
Redução de Resíduos Desenvolvimento de mecanismos e processos para a redução nos processos industriais e ampliação do uso racional da água e outros recursos não renováveis no gerenciamento da eficiência operacional.