Perfil

Estamos presentes do campo à mesa de milhões
de brasileiros, latino-americanos, europeus e asiáticos


Presente no Brasil desde 1905, a Bunge é uma das principais empresas de agronegócio e alimentos e a maior exportadora de produtos agrícolas do Brasil. Opera de forma integrada, do campo à mesa do consumidor – desde a produção e a comercialização de fertilizantes, compra e processamento de grãos (soja, trigo, milho e outros commodities), produção de alimentos (óleos, margarinas, maioneses, azeites, arrozes, farinhas e atomatados), até a produção de açúcar e bioenergia e serviços portuários. 2.1

Presença

Conta com  mais de 19 mil colaboradores diretos que atuam em cerca de 150 instalações, entre fábricas, usinas, moinhos, portos, centros de distribuição e silos, em 19 estados de todas as regiões brasileiras e no Distrito Federal. A Bunge Brasil atende diretamente mais de 4.630 municípios, o que corresponde a 83% das 5.565 cidades existentes no País. Suas marcas estão profundamente ligadas não apenas à história econômica brasileira mas também aos costumes, à pesquisa científica, ao pioneirismo tecnológico e à formação de gerações de profissionais.

As operações da companhia estão organizadas em quatro áreas de negócios: Fertilizantes, Agronegócio & Logística, Alimentos & Ingredientes e Açúcar & Bioenergia. Os produtos Bunge Brasil fazem parte da vida de milhões de brasileiros todos os dias e também em países da Europa, da Ásia e das Américas do Sul e do Norte graças a uma eficiente plataforma logística à disposição das áreas. 2.3, 2.4, 2.5 e 2.7

Marcas consagradas

A empresa é também uma das maiores fornecedoras de ingredientes industriais do Brasil. Por ano, produz em torno de 840 mil toneladas para a indústria alimentícia. Suas principais marcas em alimentos são: Suprema, Salada, Soya, Cyclus, Delícia, Primor, Rica, Etti, Bunge Pró, entre outras. Por ano, fornece mais de um milhão de toneladas de produtos finais entre farinhas, pré-misturas, margarinas, gorduras, óleos, arrozes, cremes e maioneses. No campo, marcas fortes e consagradas de fertilizantes agrícolas como Manah, Serrana e Iap fazem parte do dia a dia dos produtores rurais. 2.2

Liderança transversal

A Bunge ocupa a liderança em originação (aquisição) de grãos e processamento de soja e trigo na produção de fertilizantes, na fabricação de produtos alimentícios e em serviços portuários. Contribui de maneira substancial para o saldo positivo da balança comercial e para as divisas da economia nacional. Em 2011, o faturamento bruto da empresa foi de R$ 29 bilhões. 2.8

Operação estratégica para a Corporação

Atualmente, a Bunge Brasil responde por 49% dos ativos da controladora Bunge Limited, holding fundada em 1818 e com sede em White Plains, Nova York, presente em mais de 30 países – o que faz da operação brasileira extremamente estratégica para a corporação. O faturamento da Bunge Brasil representou 29,8% do faturamento da Bunge Limited em 2011.

A cada ano cresce a força da Bunge no Brasil graças às pesquisas, ao pioneirismo e à crença de que o Brasil é o celeiro do mundo. 2.6

Direcionadores Empresariais

Organizada por meio de um conjunto de valores, expresso em seu Código de Ética e Conduta, a cultura organizacional é a base para enfrentar as mudanças e os desafios. É ela que norteia a ação das áreas de negócios da Bunge Brasil e tem por base:

Visão

  • Alimento é vida.
  • Energia é vida.
  • O mundo vai precisar de muito mais alimento e energia, e os recursos naturais são cada vez mais escassos.

Missão

Melhorar a vida, contribuindo para o aumento sustentável da oferta de alimentos e bioenergia, aprimorando a cadeia global de alimentos e do agronegócio.

Valores

Integridade, trabalho em equipe, abertura e confiança, empreendedorismo e cidadania. 4.8


Ser Bunge

Há quase 200 anos atuando globalmente no mercado de alimentos e agronegócios, a Bunge sempre se valeu da sua forte cultura organizacional enraizada no objetivo de melhorar vidas. Durante 2011 toda a Companhia empenhou-se em um projeto nacional para a consolidação da Cultura Bunge Brasil.

Para atingir os objetivos, a companhia embasou-se em um conjunto de valores: integridade, abertura e confiança, trabalho em equipe, empreendedorismo e cidadania. Mais do que conceitos, eles traduzem a forma como a Bunge e seus profissionais, em todo o mundo, historicamente conduzem os negócios e se relacionam com os públicos.

O modelo de negócio da Bunge, aparentemente paradoxal, vem traduzindo-se em vantagens em um mercado que muda velozmente: integrado e descentralizado. A descentralização permite que as áreas de negócio atuem localmente com mais agilidade e liberdade de ação, garantindo maior receptividade do mercado. A integração, por outro lado, permite o alinhamento das ações para alcançar os objetivos propostos.

Com uma história de mais de 100 anos no Brasil, a Bunge teve como resultado final de sua estratégia de crescimento a aquisição de cerca de 150 empresas com culturas próprias. Tamanho acúmulo de experiências precisava ser, no entanto, integrado. O desafio foi unir as empresas em quatro áreas de negócios: Fertilizantes, Agronegócio & Logística, Alimentos & Ingredientes e Açúcar & Bioenergia.

A reestruturação da cultura organizacional é uma resposta aos novos desafios impostos pelas  mudanças. A nova cultura baseia-se na valorização da história da empresa e sua estratégia, na liderança como veículo para transformação e em um diagnóstico confiável e atual da empresa que, por sua vez, apontou a cultura desejada, o que resultou em uma jornada de autoconhecimento. A primeira fase desse trabalho iniciou-se em agosto de 2010 e encerrou-se em maio de 2011. Incluiu meses de trabalho, pesquisas, workshops, grupos focais e entrevistas com colaboradores de todas as unidades, funções e níveis hierárquicos, e o envolvimento total do Comitê Executivo.

Aspirações da Bunge Brasil para o ano de 2015
Bunge Brasil integrada e descentralizada
Lucro operacional crescente e consistente
Entrosamento entre os líderes em clima de trabalho
Excelência profissional
Empresa admirada e querida

A nova Cultura Bunge que se está construindo é composta por um conjunto de princípios, valores, crenças, visão, missão, inspiração, aspiração, políticas, estratégias, sistemas e modelos que todos os membros  da Companhia adotam como diretrizes e premissas do seu trabalho. Ela define o modo como as ações da Bunge serão direcionadas, como seus profissionais deverão atuar e como a empresa é percebida pelo mercado e seu público.

Ser Bunge hoje é ser íntegro, empreendedor, trabalhar em equipe e ser confiante e aberto às novas ideias. A companhia conta com o empenho de todos os colaboradores para, nos próximos anos, consolidar a nova Cultura Bunge nos negócios do Brasil. 1.2 e 4.8

Focada nos processos, na qualidade total e nos clientes para ser implantada, a nova Cultura Bunge conta com um plano de ação que une os atributos da marca aos da organização.

Para enfatizar seus valores, a Bunge utilizou políticas e análises das lacunasem sustentabilidade para as áreas de negócio, treinamento e capacitação dos líderes sobre a evolução dos negócios, a participação em painéis setoriais, a criação de parcerias institucionais e comerciais e a disponibilização de suporte para o desenvolvimento de produto.

Certificações

Para comprovar a adoção de práticas de excelência, a Companhia dispõe de unidades certificadas por terceiro independente (SGS) conforme normas de gestão da qualidade (ISO 9001) e ambiental (ISO 14001) e segurança em alimentos (ISO 22000) em duas fábricas de óleos e em um moinho de trigo.

A Bunge estabelece regras rígidas de qualidade para todos os fornecedores e realiza constantes verificações de conformidade – atualmente, 100% dos fornecedores cumprem a política de compras da empresa. FP1

Em Açúcar & Bioenergia, a empresa possui duas de suas usinas certificadas pelo padrão Bonsucro, que estabelece critérios internacionais de sustentabilidade aplicáveis na produção de açúcar e etanol. Trata-se da inserção em um grupo seleto de produtores mundiais que já têm tal certificação, aplicável ao total de 51% da produção de etanol e 49% da produção de açúcar da Usina Moema, e ao total de 53% da produção de etanol e 47% da produção de açúcar da Usina Frutal. A diretriz padrão Bonsucro foi criada com objetivo de fornecer um mecanismo para alcançar a produção sustentável da cana-de-açúcar (e todos os seus produtos) em relação aos aspectos econômicos, sociais e ambientais da atividade. Incorpora um conjunto de princípios, critérios, indicadores e verificadores que serão usados para certificar os produtores de açúcar que atendam a essas exigências e orienta as empresas que desejam adquirir matéria-prima sustentável/suprimentos e também o setor financeiro na realização de investimentos sustentáveis. A Bunge não emprega outras normas de produção por não haver reconhecimento internacional nas operações de commodities das outras culturas agrícolas operadas pela empresa. No entanto, apoia plenamente o programa Soja Plus, que está sendo reconhecido mundialmente pela implementação das práticas sustentáveis no cultivo da soja, além de fazer parte das discussões do RTRS (Mesa Redonda da Soja Responsável). Também possui os seguintes certificados: GMP+ B2 (Production of Feed Ingredients) para fábricas; GMP+ B3 (Trade, Collection and Storage & Transhipment) para transbordos, portos e área comercial; e NBR ISO/IEC 17025 (Requisitos Gerais para a Competência de Laboratórios de Ensaio e Calibração) em implantação no laboratório de biodiesel em Nova Mutum (MT). FP2

Entidades e Associações 4.13

A Bunge, a fim de exercer sua responsabilidade socioambiental nos fóruns ao qual tem acesso, participa ativamente nas seguintes instituições para contribuir de forma estratégica com o desenvolvimento sustentável de sua cadeia de valor:

  • Abiove – Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais
  • Abia – Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação
  • Anec – Associação Nacional dos Exportadores de Cereais
  • Conaflor – Comitê Nacional de Florestas
  • ABMR&A – Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócios
  • Fiesp – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo
  • Fiesc – Federação das Indústrias de Santa Catarina
  • Abag – Associação Brasileira de Agribusiness
  • Bonsucro – Better Sugarcane Initiative
  • ÚNICA – União da Indústria de Cana-de-Açúcar

Prêmios e Reconhecimentos

A Bunge recebeu diversos prêmios e reconhecimentos em 2011. Confira alguns: 2.10

Prêmio Concedente Por quê?
Prêmio Mundial de Sustentabilidade World Packaging Organization (WPO) Pela embalagem biodegradável da Margarina Cyclus Nutrycell.
Guia Exame de Sustentabilidade 2011 Revista Exame – Editora Abril Pelos investimentos em bioenergia, a companhia foi incluída pela terceira vez no Guia, que lista as empresas modelo em responsabilidade social corporativa.
Prêmio Época de Mudanças Climáticas Revista Época Eleita uma das 20 companhias mais avançadas do País por tratar a questão do meio ambiente no dia a dia dos negócios.
Prêmio Top Ambiental Associação dos Dirigentes de Vendas do Brasil (ADVB) Reconhecimento às ações de sustentabilidade desenvolvidas pela empresa em 2011, com destaque para o Programa Soya Recicla, iniciativa voltada aos resíduos sólidos.
Prêmio Socioambiental Chico Mendes   A Bunge foi merecedora do prêmio em razão do seu “compromisso com a gestão socioambiental responsável”. A avaliação considerou aspectos de gestão dos negócios, impactos sociais, gestão para mitigação de impactos negativos sobre recursos não renováveis, atenção às mudanças climáticas e como diminuir tal interferência e uso de recursos naturais.
Baker Top 2011 Revista Padaria
2000
Destaca a excelência e a qualidade dos produtos e serviços no setor de panificação e confeitaria e é uma iniciativa conhecida como o “Oscar da Panificação”, envolvendo fornecedores, distribuidores, padarias e profissionais. A premiação também consagra profissionais do segmento (Prêmio TOPTEC). O Chef Kleber Onofre, do CSAC da Bunge, foi premiado na categoria de Panificação e seu Pão de Cebola – à base de ingredientes selecionados com a qualidade Bunge.
Líderes do Brasil Grupo Líderes do Brasil Dória A Bunge Brasil e seu presidente, Pedro Parente, foram contemplados pelo prêmio na categoria Líder em Agronegócios. A iniciativa tem como objetivo reconhecer as empresas e os gestores que ajudaram a colocar o Brasil em um papel de destaque entre os países emergentes.
 MasterCana 2011 Mais Influentes do Setor Sucroenergético A Bunge Brasil recebeu o Prêmio MasterCana 2011.
Maiores e Melhores da Panificação Brasileira Revista Panificação Brasileira, apoiada pela ABIP A Bunge foi eleita (pelo quarto ano consecutivo) a Empresa do Ano, prêmio máximo na categoria Insumos. Sob a coordenação do Instituto de Pesquisas DataFoods, a iniciativa destaca as principais padarias e os principais fornecedores. A pesquisa também apontou a Bunge como Empresa Parceira do Panificador.
Os Melhores dos Maiores Associação Comercial de São Paulo e pelo Insper (escola de economia e negócios) A Bunge foi vencedora no setor de alimentos e egronegócio. O prêmio foi o resultado de um trabalho de análise de demonstrações contábeis com cerca de 11 mil empresas presentes no mercado brasileiro.
Empresas que Melhor se Comunicam com Jornalistas Revista Negócios de Comunicação A premiação destacou a Bunge como a grande vencedora da categoria Agropecuária. Em eleição auditada pela BDO Brasil, foram ouvidos cerca de 25 mil jornalistas atuantes em todo o País. Em sua escolha, os profissionais levaram em consideração a qualidade do relacionamento com empresas de 30 setores da economia nacional .
↑ topo
BUSCA
Compromisso com o Brasil. Do campo à mesa.
Ícones Sustentabilidade
Representam as dimensões Social,
Ambiental e Econômica das ações
e projetos da Companhia no País.
Saiba mais sobre a Plataforma de
Sustentabilidade Bunge Brasil em
www.bunge.com.br/sustentabilidade.
A Plataforma de
Sustentabilidade é um
esforço global da Bunge
para que o desempenho
nos negócios seja
aprimorado em quatro
frentes principais
Agricultura Sustentável A Bunge está empenhada em sensibilizar e capacitar os produtores rurais para que produzam de modo a diminuir os impactos ambientais e maximizem a eficiência no uso dos recursos naturais finitos.
A Plataforma de
Sustentabilidade é um
esforço global da Bunge
para que o desempenho
nos negócios seja
aprimorado em quatro
frentes principais
Mudanças Climáticas Podem trazer impactos significativos para
a produção de alimentos em todo o
Mundo. Por isso, a Bunge considera
esse um fator-chave para as análises
em Sustentabilidade.
A Plataforma de
Sustentabilidade é um
esforço global da Bunge
para que o desempenho
nos negócios seja
aprimorado em quatro
frentes principais
Dietas Saudáveis Oferta de produtos alimentícios seguros e benéficos à saúde. A Bunge trabalha para identificar as necessidades dos clientes e consumidores e disponibilizar alimentos cada vez melhores no mercado.
A Plataforma de
Sustentabilidade é um
esforço global da Bunge
para que o desempenho
nos negócios seja
aprimorado em quatro
frentes principais
Redução de Resíduos Desenvolvimento de mecanismos e processos para a redução nos processos industriais e ampliação do uso racional da água e outros recursos não renováveis no gerenciamento da eficiência operacional.