Bunge inicia programa inédito para monitorar volumes de soja de compras indiretas no Cerrado

  • Programa vai apoiar revendas de grãos e cerealistas em sua adequação às demandas de mercado, a partir da implantação de monitoramento com imagens de satélite, em escala de fazenda;

Bunge será a primeira empresa global a promover ampla ação na região do Cerrado para obter rastreabilidade de compras indiretas de soja, com benefícios extensivos a todo o setor;

  • Companhia projeta ter 100% das compras indiretas de soja monitoradas até 2025, data de seu compromisso global para cadeias livres de desmatamento

Para monitorar a soja adquirida de fontes indiretas no Cerrado brasileiro, algo sem precedentes no setor, a Bunge lança iniciativa pela qual vai compartilhar suas melhores práticas com revendas de grãos na região. Batizado de Parceria Sustentável Bunge, o programa vai orientar os parceiros a implantarem sistemas de verificação da cadeia, incluindo o uso de imagens de satélite.  As revendas poderão adotar serviços de imagem independentes ou usar a estrutura de monitoramento geoespacial da Bunge, sem custos. A iniciativa faz parte dos avanços da Política Global de Não-Desflorestamento da Bunge, compromisso público e voluntário, que prevê cadeias livres de desmatamento até 2025.

A Bunge já possui 100% de rastreabilidade em suas compras diretas no Brasil e só no Cerrado, monitora mais de 8.000 propriedades, alcançando 11,6 milhões de hectares, o que representa 96% dos volumes de compras diretas na região. Com o engajamento das revendas de grãos, a partir do Parceria Sustentável Bunge, a empresa espera alcançar 100% de rastreabilidade e monitoramento também dos volumes oriundos de compras indiretas. Atualmente, a Bunge monitora 30% dos volumes indiretos.

“Nós reconhecemos o importante papel que podemos desempenhar em nossa indústria. Essa iniciativa sem precedentes é o caminho para que a Bunge compartilhe com sua cadeia de suprimentos suas melhores práticas para construção de cadeias de valor rastreáveis e verificáveis. Valorizamos nossa parceria com revendas e produtores para tornar nossa cadeia cada vez mais produtiva e sustentável e acreditamos que soluções em escala e com impactos permanentes só são possíveis com a participação e o engajamento de todos os parceiros da cadeia de valor, dos produtores aos clientes”, diz Rob Coviello, vice-presidente Global de Sustentabilidade da Bunge.

A companhia compartilhará sua experiência, metodologias e ferramentas com as revendas parceiras que tiverem interesse em implementar ou melhorar a avaliação socioambiental de seus fornecedores. Para o monitoramento, que envolve a verificação de áreas de cultivo de soja por imagens de satélite, as revendas poderão optar por contratar seus próprios sistemas ou utilizar a estrutura da Bunge, que a empresa oferece sem custos. O piloto do programa está sendo realizado em parceria com a Agrícola Alvorada e os dados das propriedades com as quais a revenda negocia soja já foram incluídos no ciclo de monitoramentos por satélite da Bunge deste ano.

“Contar com o suporte e a expertise de monitoramento e rastreabilidade da Bunge nessa jornada de aprimoramento de nossa cadeia de suprimentos tem sido fundamental. Acelerou o processo de adequação às demandas do mercado”, afirma Jarbas Weis, diretor-presidente da Alvorada.

Monitoramento em escala de fazenda

A Bunge foi pioneira no setor a utilizar dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em larga escala para obter informações exatas das dimensões das propriedades e suas fronteiras.  Isso possibilita observar mudanças no uso do solo com muito mais precisão em cada uma das propriedades monitoradas, o que não é possível quando se tem apenas um par de coordenada GPS. O programa Parceria Sustentável possibilitará que as revendas utilizem o mesmo modelo para a verificação de seus fornecedores.

“As revendas de grãos possuem papel importante ao viabilizar o acesso de pequenos e médios produtores ao mercado. Ao auxiliá-las a implantarem sistemas de rastreabilidade e monitoramento contribuímos com todo o setor”, explica Roberto Marcon, diretor de Originação da Bunge.

No âmbito de sua Política Global de Não Desflorestamento, a Bunge também desenvolve diversas ações de incentivo à agricultura sustentável, incluindo linha especial de crédito para expansão agrícola sobre áreas já abertas. Entre as ações mais recentes está o AgroApp Bunge, um novo canal de comunicação direta para abordar temas relacionados à sustentabilidade e oferecer suporte ao produtor. O aplicativo funciona como um hub de informações e ferramentas para apoiar a produção sustentável, além de oferecer aos produtores acesso facilitado, via celular, aos dados do CAR de suas propriedades, o que contribui para o gerenciamento ambiental do imóvel.




DataNotícia
14/06/2021 Bunge retoma moagem de trigo em Brasília
06/05/2021 Bunge e Target criam a empresa de logística Vector
12/03/2021 Bunge está entre as empresas com melhor reputação no Brasil
03/03/2021 Bunge inicia programa inédito para monitorar volumes de soja de compras indiretas no Cerrado
05/02/2021 Bunge recebe Selo Mais Integridade do Ministério da Agricultura pela terceira vez consecutiva
Veja mais notícias...